O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

27 de fevereiro de 2010

Um pouco do baiano

Eu já disse várias vezes que baiano sabe fazer festa como ninguém. Outra característica forte do baiano é a criatividade para compor música. É cada letra de música que eu às vezes me pergunto de onde vem tanta imaginação.

Há quem ache ridículo, há quem adore ou ache apenas engraçado. Mas que a criatividade é enorme, ah, isso é. E não se discute.

No carnaval deste ano algumas músicas foram sensação. Teve o Vale Night (Asa de Águia), o Rebolation (Parangolé) e principalmente o "Lobo Mau". Essa última, sucesso do grupo de pagode "O Báck", foi até motivo de polêmica no carnaval. Dois artistas se recusaram a cantá-la por acreditar que a música estimula a pedofilia: Tatau, ex-Araketu, e Carla Perez. Já Ivete Sangalo, responsável maior pela popularização de Lobo Mau ao cantá-la durante o Festival de Verão, em janeiro, cantou a música todos os dias em cima do trio elétrico.

A música virou hit mesmo. Veja só o que diz a música:

"Sou o lobo mau, sou o lobo mau, au, au. Vou te comer, vou te comer, vou te comer". E em outra parte, cita Chapeuzinho Vermelho, "menina danada, merenda boa, feita pela vovozinha".

Ficou curioso para ouvir esta música também? Então clique aqui.

aqui você confere Ivete em cima do palco, durante o Festival.

E por falar em Ivete, dia desses vi um vídeo engraçadíssimo dela na internet, em que ela faz tipo de atriz. Vale a pena conferir, porque é muito engraçado mesmo. De morrer de rir. Clique aqui.

Falando ainda sobre os baianos, mas mudando um pouco de assunto, o desemprego na região metropolitana de Salvador é o mais alto entre as capitais brasileiras. Veja reportagem aqui.

E pra encerrar, fica a dica: só este fim de semana tem feirão de passagens na Gol. Clique aqui.

24 de fevereiro de 2010

Desfralde, comidinhas e coisinhas de mãe...

Samuel está prestes a completar um ano e 7 meses. Mas desde um ano e meio comecei o processo "desfralde", apesar da pediatra dizer que é só a partir dos dois anos.

Achei melhor começar antes para que ele possa já ir assimilando a idéia. Deixo que ele fique o maior tempo possível de cuequinha (ou sem). Claro que já foram muitas mijadas, muito cocô (no chão e na cueca), mas nada ainda de pinico. Ele sabe pra que serve o pinico, de vez em quando entra com a gente no banheiro, mas ainda não se sente muito à vontade para tal (assim eu imagino).

O fato é que nesse período todo veio a dúvida: como ensinar um bebê menino a fazer xixi??? Em pé, segurando o pintinho, ou sentado?? Perguntei para minha mãe.

- "Como é que ele vai ficar em pé, controlando o xixi, e ainda por cima segurando o pintinho?? Ele não sabe ainda... Claro que é sentado!"- disse ela.

Perguntei para uma amiga com filho homem, que "achava" que tinha ensinado em pé.

Ainda mais em dúvida recorri à pediatra durante a consulta de rotina. Segundo ela, é sentado, já que normalmente quando ele faz cocô, faz também o xixi.

Na internet acabei encontrando um site super interessante, com dicas valiosas para o momento do desfralde de meninos. Portanto, se você também tem um menininho e está passando por isso, clique aqui.

******

Para quem é de Salvador (ou estará aqui neste fim de semana), domingo tem encontro do grupo de pais e mães com bebês. Vai ser no MAM - Museu de Arte Moderna. O lugar é lindo e cheio de atrativos. Do pôr-do-sol às obras de arte, tudo vale a pena. Sem contar que no domingo tem o projeto "Pinte no MAM", o qual já comentei aqui, voltado especialmente para crianças. O encontro vai ser a partir das quatro da tarde. Para mais informações, é só ir no blog da Nádia, mãe da Ana Clara.

Lá também, no blog da Nádia, tem um post super interessante com mais dicas sobre decoração do quarto das crianças levando em consideração o desenvolvimento e os desafios dos pequenos. É só clicar aqui.

E para encerrar, um vídeo do meu gostoso, o Bebeco da Bahia. O vídeo foi gravado antes do carnaval, na hora da refeição. Vale a pena ver. Só não levem em consideração a corujisse da mãe. Afinal, mãe é tudo igual.
4 comentários: Links para esta postagem

21 de fevereiro de 2010

Carnaval pra todo mundo...

Pra Samuel também!!!

Na segunda-feira de carnaval eu só iria trabalhar às nove da noite (e encerrar às quatro da manhã). Então aproveitei para levar Bebeco ao Carnaval do Pelô!

Pra quem não conhece, Salvador tem 3 circuitos de carnaval de rua. O Barra-Ondina (beira mar) e o Campo Grande (Avenida) são os circuitos por onde passam blocos famosos, puxados por Asa, Chiclete, Ivete e por aí vai. Já o circuito do Pelourinho é onde tem o carnaval de antigamente, com marchinhas, feito especialmente para famílias com crianças.

Adorei, e todo ano vou levar Samuel!!! No meio da rua o que a gente via (e ouvia) eram tambores, marchinhas e muita, muita criança fantasiada. Samuel foi de Super-homem. Ele ficou demais, de tão lindo!!! Na foto abaixo, alguns detalhes ainda na rua. Até bonecões (típicos de Olinda) a gente viu lá!



Já as outras fotos abaixo foram tiradas dentro do Espaço das Artes Infantil, também no Pelourinho, que é muito bacana! A programação é excelente! Tinha grupo musical infantil, cama elástica, pintura de rosto e outras atrações. TUDO DE GRAÇA!!!! Bom demais!!! Samuel se divertiu bastante!!!



E as últimas fotos do meu Super-homem foram nas ruas históricas do Pelô. Vimos até o bando mirim do Olodum passar. Bom demais da conta!!!



E quando eu disse que carnaval era para todos... também teve pra mim e para o maridão!!!

Trabalhei até às quatro da manhã de terça. Em compensação, folguei o restante do dia. O último oficial de carnaval!!! E nunca curti tanto essa festa de rua. Saímos em dois blocos e fomos em um camarote. Chegamos em casa com a luz do dia!!!

Primeiro fomos para o Me Abraça, bloco puxado pelo Asa de Águia. Começamos por ele. Então fomos até a metade do circuito, mais ou menos uns 3 quilômetros. Precisávamos de pique para aguentar o restante da noite.



Seguimos então para um camarote. De lá acompanhamos a passagem de blocos como o Crocodilo, puxado por Daniela Mercury, e também outro puxado pela Timbalada. Comemos, relaxamos e bebemos bastante energético (para aguentar a maratona)!



Pra encerrar a noite e amanhecer o dia, saímos no Voa-Voa, bloco puxado pelo Chiclete com Banana!!! É um dos blocos mais esperados da última noite e muito, muito top!!! Eu achei que não fosse aguentar, mas a energia é tão boa que fomos até o final. Ele sai de madrugada e chega no fim do percurso com o dia clareando. É uma energia, uma sensação maravilhosa, que nunca imaginei sentir. Virei chicleteira!!!

Abaixo, alguns dos momentos de Chicletão!!!



Maridão mostrando o dia começando a clarear...



E eu também. Ano que vem estaremos no Voa-Voa de novo!!!

15 de fevereiro de 2010

A maior festa de rua do planeta...

...e o melhor Carnaval do mundo!!!
Desde quinta-feira Salvador é festa, alegria e diversão!!!

São mais de 2 milhões de pessoas nas ruas correndo atrás do trio elétrico! E uma coisa eu não posso negar: é bom demais!!! Realmente não tem carnaval melhor, pelo menos na minha opinião! Baiano sabe, como ninguém, fazer um bom carnaval!!! É bonito de se ver!

Como sempre, eu trabalho neste período. Na quinta-feira fiz a cobertura da abertura oficial do carnaval, que foi em cima de uma fobica, um velho Ford Bigode 1929 que mudou a história do carnaval baiano em 1950!!! São 60 anos de trio elétrico e 25 de Axé Music. Por isso, este ano o carnaval é especial. Abaixo, foto tirada do celular da abertura do carnaval. Em cima da Fobica os irmãos Macedo, "herdeiros" do carnaval baiano.



No dia seguinte segui o Chiclete com Banana (trabalhando, claro!). Eu só pensava na minha irmã Priscila. Aquela ali é louca, apaixonada pelo Carnaval da Bahia!!! Pena que este ano ela não veio. Mas eu pensava nela o tempo inteiro, em como gostaria de estar no meio daquela muvuca ou em cima do trio elétrico.

A lembrança foi ainda mais forte quando Bel cantou a música abaixo...

"Eu fui atrás de um caminhão
Fazer meu carnaval, e o carnaval é feito no coração
Gostei, Chiclete é emoção!
Meu bem naquele ano eu me tornei Camaleão...

Encontrei o meu amor na cidade Salvador
Tão romântica, tão histórica e o Bonfim abençoou
No farol de Itapuã o baiano fez o seu trio elétrico
Trouxe luz e som, pelo mundo se espalhou

Só pra lhe dizer que é Liberdade, morena
Praça Castro Alves para o nosso amor é pequena
Quero lhe encontrar na praia da Ribeira é verão
Esse chão é meu e eu não vou parar

Eu fui atrás de um caminhão
Fazer meu carnaval, e o carnaval é feito no coração
Gostei, Chiclete é emoção!
Meu bem naquele ano eu me tornei Camaleão...."


Era impossível não pensar nela. Eu olhava aquela multidão e, arrepiada, também sentia uma louca vontade de estar pulando e cantando com o Chiclete. Quando o Chicletão passa, o povo para pra ver e vibrar! É uma energia inexplicável...



Mais uma foto de celular, tirada de cima do trio...



E outra foto...



Por enquanto saí apenas um dia para curtir. Fui com o maridão e uns amigos num camarote. Legal, mas bom mesmo é sair atrás do trio. Camarote é luxo e conforto, enquanto sair em bloco significa sentir o carnaval de verdade, com toda a energia e vibração.

Abaixo, eu e maridão!



E na outra foto, um momento de Ivete quando ela passava pelo camarote!



Se engana quem pensa que carnaval na Bahia é coisa só de adulto. Criança também sai atrás do trio elétrico. E é óbvio que Samuel entrou no esquema este ano. Eu estava trabalhando, mas maridão levou Bebeco para ver um bloco infantil, puxado por Eliana, num dia de manhã. Os dois se divertiram bastante com confete, serpentina e axé!



Olha Bebeco aí...



Nesta outa foto, com o amigo Théo.



Pois é, Bebeco foi atrás de um caminhão fazer o carnaval...



E você??? Tá esperando o quê?

11 de fevereiro de 2010

Festa, festa e mais festa!

Nesta quarta-feira Samuel completou 18 meses. Um ano e meio cheio de vida e luz, enchendo a cada dia minha vida de amor!

Comemorei, é claro. De maneira simples, só a gente aqui em casa, já que não tive tempo de preparar nada. Fiz apenas uma gelatina colorida e comprei pães recheados e um bolinho de leite condensado. Para ele, em vez do pão recheado, comprei um pão de cenoura. Bem saudável. Deixei ele comer a gelatina (já que o único doce era o da gelatina) e um pedaço mínimo de bolo. Açúcar não, né minha gente??



18 velinhas para comemorar um ano e meio!



O pão de cenoura não tinha recheio, nem manteiga, nem requeijão, nem nada para dar aquela "molhadinha". Foi "seco" mesmo e ele devorou um inteiro! Ah, e ainda quis mais! Viva o Bebeco da Bahia!



******

Ontem teve Ivete Sangalo e Beyoncé em Salvador. Claro que eu fui! Bom demais da conta!!! Ivete arrasou. Uma hora e meia de um show animado e descontraído!

Beyoncé então, nem se fala! Não é por menos que ela é a melhor dos últimos tempos. Um mulherão, inúmeras trocas de roupa, mega produção e estrutura, uma equipe maravilhosa e uma voz de fazer inveja. E olha que ela não desafina um minuto sequer!

Aqui, ao lado dos amigos...



O show estava lo-ta-do!!! Fui de pista mesmo e fiquei longe, bem longe do palco. Pra ver o show direito, só mesmo pelos telões. Mas ainda assim valeu a pena! Pra se ter uma idéia, a foto abaixo foi no zoom máximo e não mostra nada! Deu pra sacar???



No fim, ela cantou Happy Birthday para os aniversariantes. Comemorei por Samuel!!! Já pensou quando ele crescer e disser para os amigos que Beyoncé cantou parabéns pra ele??? Tá podeeeeendooooo!!!

7 de fevereiro de 2010

Carnaval se aprende cedo...

Quem nasce na Bahia tem o carnaval no sangue!
E Samuel, enquanto um verdadeiro soteropolitano, segue a tradição.

A folia momesca oficialmente só começa nesta quinta-feira, dia 11. Mas o baiano já vem fazendo seu carnaval. Samuel, claro, acompanha o embalo. Ontem, enquanto eu trabalhava, ele caía na folia. Ao lado dos amiguinhos Rafa e Luíza, foi para um "bailinho" de carnaval infantil num shopping da cidade. Ah, fantasiado de Ursinho Pooh!



Parece que a festa foi animada. Basta ver pelas fotos...



Samuel, no colo da babá, os amiguinhos e um personagem dos Backyardigans.



E nesta outra foto, meu ursinho Pooh no colo de uma mulher que me deixou com ciúmes...Mas carnaval é assim mesmo...vale tudo!

5 de fevereiro de 2010

Feliz mêsversáriooooo!!!

O primeiro mêsversário a gente nunca esquece. E é claro que eu não poderia deixar de falar do mêsversário do novo Bebeco da família, Matheus, meu sobrinho gostoso.

Foi no dia 3 de fevereiro, com direito a docinhos, chapeuzinho e lembrancinhas (só espero que tenham guardado a do Samuel!).

Então, aqui vão as fotos diretamente de BH! O momento do parabéns...



Essa mesa tá demais (tô de olho na lembrancinha do Samuel)!



Agora, o aniversariante! Parace até um homem! Parabéns!!!!!

4 de fevereiro de 2010

Do celular...

Moro no bairro mais boêmio de Salvador. Lugar que Jorge Amado escolheu para viver. E onde, todo dia 2 de fevereiro, acontece a Festa de Iemanjá.

"Jogou sua rede
Oh, pescador!
Se encantou com a beleza
Desse lindo mar
Dois de fevereiro
É dia de Iemanjá
Levo-te oferendas
Para lhe ofertar
E sem idolatria
Olodum seguirá
Como dizia Caymmi
Insigne o homem cantando a encantar"
(Trecho da música "Canto ao Pescador"- Olodum)

Não me ligo nessas coisas, mas acho a festa bonita. Naquele dia trabalhei à tarde. Mas de manhã desci com Samuel, tão pertinho de casa, para que ele pudesse ver os barquinhos no mar.



Ele ficou encantado. Comprei flores para que, juntos, pudéssemos jogar no mar...



Mãe e filho juntos...



******

Não sou do tipo que tem um celular moderno. Na verdade, uso o telefone para 3 coisas apenas: ligar (claro!!!), usar o despertador e usar a calculadora. Por isso, qualquer telefone "mea-boca" está bom pra mim.

Mas o celular que estou usando no momento (presente da operadora, porque se dependesse de mim eu continuaria com o velho) tem câmera. Nas poucas vezes em que usei foi para tirar foto do Samuel, só mesmo para ter uma lembrança dele em qualquer hora do dia. Gosto mesmo é da minha máquina digital, que está sempre na bolsa.

Só que ontem, a caminho do trabalho, me peguei sem ela. E vi um céu lindo, cheio de nuvens desenhadas, como se fosse uma tela de pintura. Não resisti. Peguei o celular e bati a foto.



Mesma situação de Iemanjá. Desci para a praia sem câmera. Na ânsia por um registro, só me restou o celular. Gostei do resultado. Viva a tecnologia!

1 de fevereiro de 2010

A saudade de um migrante...

O comentário que o Allan Robert, do blog Carta da Itália, fez a respeito do último post resume muito bem o que eu sinto desde que deixei BH:
"Uma vez migrante, sempre estrangeiro. Saudade é um sentimento que não abandona a vítima. Se aqui, sinto saudades de lá; se lá, saudades daqui."

É verdade. Resta saber conviver com esta saudade! E como relembrar é viver, fotos das férias em Minas...

Abaixo, Samuel em um de seus momentos de diversão. Fotos tiradas no sítio da minha tia em Lagoa Santa, Minas Gerais.



O passeio ao Parque Municipal me fez relembrar minha infância. Qual é o belorizontino que nunca andou de burrinho por lá??? Apesar de soteropolitano, Samuel tem sangue mineiro correndo nas veias. Ele não podia perder essa.



Além de andar no burrinho, Bebeco foi no carrossel e até deu uma voltinha de trenzinho. Afinal de contas, trem é a paixão do mineiro.



Ah, e apesar de não permitir doces, deixei Samuel provar algodão doce. Faz parte da infância né?



Também levei Bebeco ao zoológico de BH, lugar que visitei bem criancinha. Foi ótimo ver gorila, chimpanzés e elefante. Animais que passam longe do zoológico de Salvador.



Mas não foi apenas Samuel quem saiu lucrando nestas férias. Quem me conhece, sabe bem do meu espírito "aventureira que topa qualquer parada". O programa era arborismo na região metropolitana de BH. E lá fui eu com alguns primos e tias. Bom demais da conta. Quase uma hora indo de galho em galho, como uma macaca no melhor estilo Chita (Tarzan para os homens)! Aventura e emoção nas alturas. Samuel acompanhou tudo do chão, no colo do pai, que inventou uma torção no joelho para esconder o medo (brincadeirinha, era torção mesmo)...Pena que as melhores fotos estão na máquina do primo.



Outra coisa boa foi visitar lugares lindos, como o restaurante "Topo do Mundo". Com um nome desses, precisa dizer mais???



Pra mim, não tem coisa melhor do que cortar Minas inteira de carro. Só assim para, literalmente, viajar pelas montanhas de Minas. Eu não poderia ter nascido em outro lugar!



"Da janela lateral, do quarto de dormir
Vejo uma igreja, um sinal de glória
Vejo um muro branco e um vôo, pássaro
Vejo uma grade, um velho sinal"




"Nasci nas Minas Gerais. Minas não tem mar. Minas tem montanhas, matas e tem céu.
Minas não tem mar. Lá, quem quiser navegar, tem de aprender que o mar de Minas é em outro lugar.

O mar de Minas não é no mar.
O mar de Minas é no céu,
pro mundo olhar pra cima e navegar
sem nunca ter um porto onde chegar".
Rubem Alves