O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

21 de novembro de 2010

Tempo, tempo, tempo....

Já disse aqui que continuo sem internet fixa em casa??? Pois é...continuo!!! De verdade!
Tudo porque ainda não estou "estabelecida" de fato. Daqui a um mês estarei de mudança, mas aí será em definitivo. E então tudo será resolvido!!!

Enquanto isso, conto com a internet do condomínio. E nem sempre os computadores estão vagos. Mas não é só por isso que tenho andado ausente do blog. Ainda tem o trabalho, inglês, coisas para resolver do futuro apê e a falta de uma babá.

Na falta de tempo, vou de vídeos. O primeiro mostra o meu mais novo peixinho...

video

Já este outro é a continuação de "Forrest Gump - O contador de histórias".

video

15 de novembro de 2010

3 de novembro de 2010

Êta futuro que preocupa...

Em referência ao último post, "pererecudas" de plantão...
Eu já não tenho mais o vídeo da reportagem. Mas mesmo se tivesse, ele não teria nada de vulgar. Porque não mostrei nada da baixaria...

Agora, se desejam dançar com a perereca no chão, é só clicar aqui!

Hoje eu vou de outro vídeo. Do meu gostoso falando do "Baêa"!!!! Foi ontem, durante Bahia e Coritiba, jogou que terminou 1x1.

No primeiro gol eu gritei de empolgação...Falei:
- Gol do Baêa! Baêaaaaaa!
Olha Samuel. Gol do Bahia!!! Bóra Baêa!

Ele me olhou, riu e começou a gritar.
O segundo gol foi do Coritiba. Mas quando ouviu os gritos dos torcedores rivais, do Vitória, achou que era mais um do "Baêa"... E começou a gritar sozinho! E ainda ficou me chamando:
- Mamãe, Bahia, Bahia!!!

Filmei um pedaço da comemoração. O que me preocupa é que ele é Galo! Mas....Bóra Baêa!

video

1 de novembro de 2010

Micos do jornalismo...

Dia desses fui cobrir um festival super popular de pagode no subúrbio de Salvador (com direito a funk pesado no intervalo dos shows).

Imagine a cena: mulher batendo bunda uma na outra pra dançar, gente dançando até o chão.... garota usando short com a "polpa" da bunda aparecendo, barriguinha de fora com um mega piercing pendurado, coisa e tal....

E eis que entro no salão... Fiquei até encabulada. Eu usava um scarpin, jeans alinhado e um blusinha super comportada. Claro que me senti uma velha ultrapassada. Naquele ambiente onde um pedacinho de roupa era muito pano, imagine a freira que me senti????

O melhor foi a música que coincidiu com a minha entrada: "Perereca no chão, perereca no chão..."
Na moral.....entrei rindo. Ou melhor: gargalhando!!! Eu não sabia para onde correr...
Juro que até senti vontade de dançar...só pra relaxar!!!

******

Agora bom mesmo foi o que aconteceu semana passada:
Eu estava fazendo uma "matéria adolescente" num colégio particular aqui de Salvador.

E um garotinho, no auge dos seus 12, 13 anos, chegou perto de mim e falou:
- Ô tia, dá um beijo?
- Hã? - me fazendo de desentendida
- Dá um beijo??? (*fazendo sinalzinho pra boca)
- Um beijo?
- É... (*e continuou com o sinalzinho da boca)
- Aonde? Na boca?
- É... na boca!
- Que isso menino! Tá maluco?
- Só uma bitoquinha!
- Se ponha no seu lugar menino. Olha a sua idade!