O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

17 de novembro de 2007

Um passeio pelo recôncavo baiano

A intenção era comer maniçoba, um prato de origem escrava preparado com as folhas da mandioca. Mas é claro que acabamos por unir o útil ao agradável e fizemos turismo!

Éramos um grupo grande de amigos. Fomos para a cidade de Cachoeira, a aproximadamente 130km de Salvador, no Recôncavo Baiano. Seguindo de Salvador, a estrada nos "obriga" a passar por Santo Amaro, outra cidade do Recôncavo famosa por seus filhos ilustres: Caetano Veloso e Maria Bethânia.

Essa eu já conhecia (de coberturas jornalísticas), mas como no grupo havia turistas paramos para umas fotos na Matriz de Nossa Senhora da Purificação (foto ao lado).

Poucos minutos depois, lá fomos nós em direção a Cachoeira. E que cidade linda! Toda bem conservada, com casarios centenários e charmosíssima, parece cenário de filme.

Muitas casas, como a da foto à direita, de 1898, tem detalhes incríveis nas fachadas e esculturas belíssimas.

Vejam detalhe de outra casa, na foto à esquerda.

A cidade já exerceu papel fundamental na economia baiana por causa do cultivo da cana-de-açúcar. Uma curiosidade é que um dos prédios de Cachoeira, o da Casa de Câmara e Cadeia, já foi sede do governo da Bahia, em 1822!

O interessante é que a cidade tem poucas construções modernas, preservando os sobrados históricos de arquitetura colonial. Pequena, Cachoeira dá para conhecer em apenas um dia, caminhando por suas ruas estreitas e cheias de história. Na foto ao lado, a Igreja da Ordem Terceira do Carmo, datada do século 16 e restaurada há pouco tempo!

E foi justamente na Pousada do Convento do Carmo que comemos a maniçoba. Como já disse no início, é um prato de origem escrava e típico da região (em Cachoeira tem a Irmandade da Boa Morte, um grupo remanescente de escravos e primeiro terreiro candomblé do país). Eu adoro maniçoba, e sempre que posso faço questão de comer! Na foto abaixo, a iguaria.



Achou estranho??? Realmente é!
Feio??? Não tenho a menor dúvida!

Mas que ninguém duvide da delícia que é!!! Além das folhas de mandioca, o prato leva carne de porco e especiarias. Acho que repeti umas 4 vezes!

Ok, desejo satisfeito e seguimos nosso passeio. Paramos em uma pequena lojinha chamada "Café Literário", uma mistura de galeria de arte com livraria e lojinha de artesanato.

Foi lá que encontrei uma espécie de rechaud de vela que era a coisa mais linda do mundo!!! É esse aí da foto ao lado. Foi paixão à primeira vista (eu que AMO velas)!!!!

Veja só quando a vela é acesa, que coisa maravilhosa! Vira uma mandala refletida ao redor. Mandei embrulhar três!!!!

E assim continuamos o passeio. Mais um detalhe da cidade, a Matriz Nossa Senhora do Rosário, da primeira metade do século 18 (foto à esquerda)! Li num jornal que a cidade de Cachoeira tem o segundo maior acervo barroco da Bahia! É realmente de impressionar!

Mas a região reserva muito mais surpresas. Cachoeira é separada de outra cidade, São Félix, pelo Rio Paraguaçu, igualmente rica em história e linda em preservação.

As duas cidades são interligadas pela centenária ponte Dom Pedro II, cujo nome não é mera coincidência! Ela foi inaugurada pelo próprio imperador em 1865!!!! Daí seu nome e sua importância histórica!!!!

Não vou negar que dá um certo "medinho" passar por ela, mas fiz questão de fazer o trajeto de volta à pé! É preciso sentir a emoção!!!!

Para mim, uma das grandes surpresas (e encanto) foi avistar São Félix do outro lado do rio, ou seja, de Cachoeira. Dá só uma olhadinha na foto abaixo....


Percebeu algo diferente???? A cidade parece uma maquete, um presépio em tamanho natural!!! Não é magnífico??? E reparem na cruz, no alto do morro!!! Fala sério, é ou não é coisa de cinema????

Já em São Félix, vale destacar a Estação Ferroviária (foto à direita) super bonitinha e bem conservada.

Na foto à esquerda, a cidade de Cachoeira vista do outro lado da margem, do lado de São Félix!

Para quem gosta de charutos, o destaque em São Félix é a Dannemann, fábrica de charutos de qualidade igualada aos cubanos.




A fábrica é centenária e foi fundada pelo alemão Geraldo Dannemann, primeiro prefeito de São Félix. Toda a produção é artesanal e pode levar dias, desde a montagem, secagem e acabamento!

Na foto à esquerda, parte do processo de "enrolar" a folha de fumo ao charuto.

Na outra, à direita, charutos prontos no primeiro plano. Ao fundo, funcionárias (todas são mulheres) na produção de charutos.

Qualquer turista interessado em acompanhar um pouco da produção pode entrar pois vai se sentir em casa! Dentro da fábrica há um pequeno museu com a história da empresa e de seu fundador. Além disso, é possível comprar charutos diretamente da fábrica!!!

Passeio nota 1000!

Modificação feita no dia 18/11: Me esqueci de uma observação importantíssima: a maniçoba demora para ser preparada por causa das folhas de mandioca. Como são venenosas, devem ser trituradas e cozidas por longo tempo (às vezes demora dias!!!)

18 comentários:

Bel disse...

Adorei os posts turísticos... eu não conheço Achoeira nem São Félix... fiquei morrendo de vontade de ir, quem sabe não programo alguma coisa? Só fui por lá uma vez, no hotel-fazenda Vila Rial, num encontro de família, e foi uma delícia.

Fioquei com saudade de Salvador, do porto, do farol, dos queridos... aff, essa leitura não me fez bem não, viu? Principalmente porquer não posso ir aí agora!
(Mentira, eu adorei!)

Beijo!

Dani Toré disse...

Camila, esse texto impecável e essas belas fotos estão despertando minha curiosidade em conhecer a Bahia.
Também sou apaixonada por velas. Nunca vi essa que reflete a mandala, amei de paixão, muito linda.
Bjs, linda, e excelente domingo.

Laurinha disse...

Qu passeio lindo você fez, e eu tb!!
E a vela, que coisa mais linda...
Adorei seu texto, e fotos, super bacana!
Beijinhos,

Nogueirajcs disse...

Fiquei estupefacto com a beleza das simples palavras e das fabulosas imagens.

Já agora... aceito um suporte de vela como esse da foto... rsrsrsrs. Amei! Lindo mesmo! Também eu sou fã de velas!

:)

J.C.

Marcel Miwa & Nina Moori disse...

Tenho muita vontde de conhcer o Recôncavo. Estou começando a apreciar charutos, o meu nacional preferido é o Le Cigar.

bjinho,
Nina.

Camila Marinho disse...

Bel, você chegou tão pertinho e não foi??? Mas agora é uma ótima oportunidade para conhecer!!! Não fique triste de saudades! Quando quiser vir, a gente programa um passeio e aproveita para se conhecer pessoalmente! bjos

Dani, programe logo sua viagem!!! Prometo acompanhá-la em muitos passeios, inclusive em Cachoeira! bjos

Laurinha, obrigada. Bjos

Nogueira, cada suporte de velas tem um desenho diferente do outro. Produção exclusiva. Assim, é mais charmoso, não é mesmo? :)

Nina, vale muito a pena conhecer o Recôncavo. Quanto aos charutos, eu só acho bonitos, mas não curto fumar! Você então iria gostar muito. Bjos

Anônimo disse...

OS LUGARES SÃO LINDOS. AS VELAS SÃO SUA CARA, POIS AFINAL DE CONTAS VOCÊ AMA. QUANTO À COMIDA EM NADA ME AGRADOU. PARA QUEM COME PRIMEIRO COM OS OLHOS NÃO É NADA CONVIDATIVA. BJOS. MAMYS

Nani disse...

Que cidade linda! Adorei e fiquei com vontade passear por ai.
Beijos e ótima semana!

Lílian disse...

Muito jóia a dica!
Tanta coisa boa neste Brasil.
Inté : )

Manuela disse...

Oi Camila te vi no blog Rainhas do lar e amei seu blog, tb moro em Salvador mas sou de Recife, vc mora aqui a muito tempo? vai para o piquinique sabado? bjs e parabén pelo lindo blog
Manuela

laila disse...

ai q gostoso pegar uma carona co vcs!!! adoreia s fotos, texto e até a maniçoba q é feinha, mas dá um trabalho danado, e é bom sim!!!! bjos

Camila Marinho disse...

Mamys, quando vier aqui vai ter que provar maniçoba!!! Te amo muito! bjos

Nani, quer vir???? Venha que te apresento os lugares! Bjos

Lílian, você tem razão. Tem muita coisa bonita por esse Brasil afora!

Oi Manu, que bom que gostou daqui. Venha sempre!!! Eu sou mineira, e moro na Bahia já faz 2 anos e meio.
Quanto ao piquenique, eu quero muito ir, mas acho que não vai ser possível. Terei ensaio da minha peça neste sábado, entre 10hs e 14hs!!! Mas oportunidades não faltarão! bjos

Camila Marinho disse...

Laila, obrigada! Bjos

Mara e Dan disse...

Achei lindo o que falastes sobre Cachoeira, moro pertinho e sempre que posso estou presente nessa cidade mágica!!!
Com relação a maniçoba (risos) já vi mais bonitas... mas gartanto o sabor, a verdadeira delícia do meu Recôncavo lindo!!!
Bjos...

Camila Marinho disse...

Oi Mara e Dan, que interessante que moram perto de Cachoeira!!! Agora, confesso que já comi maniçobas melhores!!!! Agora, seu recôncavo realmente é maravilhoso. Fiquei encantada!!!! Bjos

Anônimo disse...

a cidade e linda adorei,voces precisam ir a cachoeira nos festejos juninos,ai e que vao se encantar.so uma pequena correcao a ponte DOM PEDRO II foi inaugurada em 1885 pelo propio.

Orlando disse...

Oi Camila,já sou seu fã e admirador e ainda mais falando do recôncavo que tanto amo.Sou de Maragojipe,nosso recôncavo é realmente demais.parabéns pelo texto e blog.bjs.

Silas Braga Jr. disse...

Camila, casualmente, encontrei o teu blog e me amarrei de cara! (conhece esta expressão?). Duas dicas imperdíveis recomendadas por ti (Inhotim e Recôncavo baiano). Na primeira, estive por poucas horas e vou voltar novamente pra conhecer melhor. E o recôncavo, embora esteja em Salvador-BA, conheço pouquíssimo. Mas vou seguir as recomendações. Parabéns pelo blog e pelos excelentes textos! Silas Braga Jr.