O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

30 de maio de 2008

Atraso recompensado....

Há três semanas não passo por aqui, nem que seja para dizer um “oi” e dar sinal de vida ou, até mesmo, responder às mensagens aqui deixadas. Bom, devo esclarecer que está tudo bem (comigo e com Samuel) e que o fato de não ter postado absolutamente nada neste período foi devido a problemas no computador e internet de casa, falta de tempo, cansaço, trabalho e muitas coisas a pensar/fazer/decidir.

Não gosto de ficar tanto tempo ausente, mas tenho percebido que nos últimos meses isso tem acontecido com certa freqüência... Portanto, me perdoem.

Para marcar a minha volta (de novo....hehehehe), quero falar de um momento muito especial, e que fui adiando devido às questões levantadas acima: o Dia das Mães.

Foi o meu primeiro dia das mães. Um domingo de tempo instável em Salvador. E um dia em que meu coração também estava bastante instável, triste e choroso. Só conseguia pensar no meu pequenino Samuel dentro da barriga. E nas palavras do médico um dia antes, durante o exame de ultra-som:

- “Está tudo bem com seu bebê. Sem nenhum problema, nenhuma alteração significativa. MAS, ele tende a ser uma criança pequena tá? Ele está com 1015grs, um pouco abaixo do limite normal de crescimento fetal.

COMO ASSIM, UM POUCO ABAIXO????

- “Ele só tende a ser pequeno...Não é preocupante. Mas eu sugiro um novo exame de ultra- som daqui a umas 3 semanas. É só uma opinião, viu? Converse com sua médica e diga que sugeri um outro ultra-som dentro de 3 semanas, só para acompanhar a evolução dele. Se ele continuar crescendo como está, não há problema. A questão é se eu não perceber isso. Aí a gente tem que verificar o que está ocorrendo.

MAS PODE SER O QUÊ????

- “Pode ser um problema placentário, por exemplo...Por via das dúvidas a gente repete o exame...”

Saí de lá arrasada. Mal entrei no carro e já estava chorando. Marcones ao meu lado tentava me animar, dizendo que não era nada demais, que era só questão estética mesmo. O fato dele ser pequeno não iria influenciar em nada. Ele mesmo tem alunos que nasceram abaixo do peso e hoje são uns “monstros” de tão grandes, blá, blá, blá....

De nada adiantaria ele me dizer tudo aquilo. O que importava era o que eu estava sentido naquele momento, no meu coração de mãe. Acho que ali, pela primeira vez, senti como o amor de mãe é grande. Tudo o que a gente mais quer é proteger, cuidar, zelar, como uma leoa faz com seus filhotes...

Pensei em ligar para a médica, mas desisti. Na segunda-feira eu ligaria. Em compensação, cheguei em casa e comecei a pesquisar. Fui na internet e procurei nos livros tudo o que falasse sobre baixo peso fetal. Algumas coisas me aliviavam. Outras martelavam em minha cabeça. Eu estava entrando na 28 semana de gestação e, pelos cálculos de especialistas, o peso deveria estar na média de 1100grs. Ou seja, pouca diferença. Mas a preocupação já tinha nascido, e nada me fazia esquecer as palavras do médico...

Passei o dia calada, introspectiva, e bastante tristonha.

O dia seguinte era o dia das mães. Ao mesmo tempo em que uma felicidade imensa por ser mãe tomava conta de mim, existia aquela “pulguinha” de preocupação que tanto me incomodava...Tentava pensar positivo, mas nada me animava.
Chorei muito nesse dia. Conversei com minha linda mãe, que logo tratou de me despreocupar dizendo:

- “Deixa de bobeira Cá...eu nunca fiz um ultra-som, nunca soube nada, e no entanto vocês nasceram bem, perfeitos... Para que se preocupar??? Acho que essa modernidade muitas vezes atrapalha em vez de ajudar... Você fica se preocupando à toa...”

Fiquei mais tranqüila, mas na segunda-feira corri para a médica. Ela olhou o exame, me analisou, mediu a barriga, etc e tal... E falou o que eu tanto que eu tanto queria ouvir.

- "Sinceramente Camila, acho que ele não está pequeno não."

MAS POR QUE O MÉDICO DE ULTRA-SOM DISSE ISSO ENTÃO?

- “Vamos repetir o exame, até antes do período que ele sugeriu. Mas pode ser erro de diagnóstico, pode ser que você não esteja se alimentando direito, nem descansando, nem dormindo do lado esquerdo (o indicado durante toda gravidez), nem se aimentando de 3 em 3 horas... Tanta coisa!!! Mas vamos repetir. Enquanto isso, se alimente bem, descanse bastante, durma do lado esquerdo e tal..."

Pois bem. Segui tudo como manda o figurino e me senti mais aliviada...Também conversei com Samuel. Disse que ele precisava se alimentar direito, para ser um garoto forte e sadio. Recebi dengo da mãe, do marido, da família... E repeti o exame. Cheguei tensa, mas saí feliz como um sortudo que acaba de ganhar na loteria.

Desta vez fiz o ultra-som com outra médica. E foi um exame mais detalhado (que eu realmente tinha que fazer levando em consideração a semana em que eu estava). Tudo lindo, perfeito, e Samuel com peso estimado entre 1305 e 1343grs. O ideal para aquela idade gestacional...Eu estava com 29 semanas e 3 dias. Ufa, tudo bem.

Passado o sufoco, agora estou mais tranqüila. Amanhã (sábado) completo 31 semanas de gestação, o que equivalente a mais ou menos sete meses. Tenho curtido cada chute como se fosse o primeiro. E como ele tem mexido!!! Ás vezes a barriga pula, fica como uma onda (pra lá e pra cá)...ás vezes ele mete o pé debaixo das minhas costelas e me causa uma certa câimbra, formigamento, sei lá...Mas cada sensação é mais gostosa do que a outra.... Uma delícia. O marido, super carinhoso, conversa, brinca e diz que o ama. Toda hora beija a barriga. E Samuel já tem amiguinhos...São os filhos dos meus amigos, que também conversam com ele e beijam a barriga. Ou seja, Samuel sabe que é e será muito amado.

O quartinho dele está caminhando. Ainda não está pronto. Faltam os móveis, que o marceneiro ficou de instalar na segunda-feira, o berço (que deve chegar semana que vem), os objetos de decoração (para o início de julho), e outros detalhezinhos... Mas está tudo certo e definido, o que me alivia bastante.

Como há muito tempo não posto aqui, fiquei devendo as fotos do chá de bebê que fiz em Belo Horizonte. Foi tudo perfeito! Antes de mais nada, tenho que agradecer muito a querida Tia Jú e a minha linda avó. Duas mãezonas, que desde o início têm se mostrado delicadas, carinhosas e atenciosas. Claro, a minha mãe também, avó babona de Samuel que fez a comidinha servida no dia.

O Chá de bebê foi no dia 26 de abril, quando eu estava com 26 semanas.
Claro que o tema não poderia ser outro a não ser o Galo!!! A decoração teve balões da cor do ano do centenário, enfeitinhos de mesa, bandeiras e coisas de bebê com motivos do Galo Forte e Vingador, como roupinhas, mamadeira e chupeta!!! Recebi a família e alguns dos velhos e grandes amigos. E como foi bom revê-los num momento tão especial!!!

Abaixo, mamãe, eu (e Samuel) e minha irmã Priscila.


Eu e Priscila



Carlota (Djenane) e Pablo (Seu Jôse) dizendo que minha barriga era falsa igual a da Nazaré, da novela Senhoras do Destino...rsrsrs


Outros grandes amigos...









Família..com papai e Priscila


Mais família..


Maaaiiisss família e amigos...


Olha ela aí...Tia Ju!!!


Muito obrigada a todos vocês!!!

5 comentários:

Cláudia M. disse...

Finalmente voltou, Camila! Venho sempre espreitar o seu blog, e já estava estranhando a ausência. Fico mto feliz que esteja tudo bem com o seu bebé, às vezes os médicos pregam-nos sustos à toa em vez de nos sossegarem. Já me aconteceu, e sei que é horrível. Claro que devemos prevenir, mas nós, como mães, perante alguns comentários, ficamos logo a pensar coisas más, como aconteceu consigo. Felizmente que está outra vez feliz a curtir a sua gravidez. Eu só tenho uma filha, já está com 6 anos, e agora tenho pena de não ter tido mais, mas agora já é um pouco tarde...
TUDO DE BOM para si, para Samuel e toda a família. BJS
Cláudia

chrises disse...

Camila, querida,

Que bom que vocês estão bem, e que o susto passou e da melhor forma! Dê notícias.

Beijos

Chris

PS: adorei o tema do chá! :-)

Nani do Paulo disse...

Que bom que esta tudo bem com você e com o Samuca.
Querida você recebeu meu e-mail?
E aqui já tá ensinando coisa feia pro menino? Atleticano não, hahaha
Beijos

Bel disse...

Oxente.. não comentei aqui, não???
Li pelo reader, e lembro que falei que a barriga estava linda, que você estava "iluminada"... Cadê meu comentário? Snif...

Camila Marinho disse...

Cláudia, obrigada pelo carinho. Realmente às vezes os médicos só fazem nos dar sustos. Mas agora está tudo bem, graças a Deus. bjos

Chris, obrigada também... Qto ao tema do chá, foi lindo, não foi?? Bjos

Nani, recebi seu e-mai sim, mas na correria acabei não respondendo.. Sorry.... Sobre o Galo Forte e Vingador, ele tem que aprender desde cedo o que é bom....hahaha bjos

Bel, mulher do céu.... Não chegou nada não.. Deve ser o tal do google reader. De qualquer maneira, adorei suas palavras aqui.... Bjos mil