O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

6 de janeiro de 2008

Dia de Reis...

Hoje seria um dia em que tudo o que eu mais queria era dormir, para me recuperar de tanto trabalho. Mas acordei com o telefone ("relativamente" cedo")! Eram amigos chamando para ir à praia! Com o dia bonito, o convite era irrecusável. Céu de brigadeiro, sol forte e o verão batendo na porta. Lá fomos nós, para a praia de Stella Maris, em Salvador. Foi bom tomar um banho de mar e recarregar as energias...Sinto-me renovada!

******
Praia hoje, jantarzinho gastronômico ontem à noite, na casa de amigos...Um dos meus programas favoritos! Amigos reunidos ao redor da mesa, boa conversa, astral gostoso, e comida de qualidade! Combinação perfeita!

O menu foi fabuloso! Como diria meu pai, coisa de cinema!
De entrada, queijo (catupiry) ao alho frito e azeite!
Já o prato principal foi este aí da foto: risoto de morangos e filé ao alho poró e molho de shitake importado! Não sei nem como descrever, mas estava realmente delicioso. A combinação não poderia ser mais acertada! O azedinho/doce do morango com a carne no tempero certo, e ainda por cima o shitake... hum...
Os chefes são esses aí da foto acima, Marcelo (paraense) e Rafael (mineiro)!

Pra encerrar bem a noite, uma cativante inovação: cheesecake de chocolate amargo, nozes e castanha-do-pará!


******

Voltando ao hoje, aqui e agora, 6 de janeiro é dia de comer romãs. Essa é uma tradição de criança. Dia de reis não pode faltar romã na minha casa!
Como três (sementinhas), jogo três pra trás e guardo três na carteira, embrulhadas (de preferência) numa nota de dinheiro.
Enquanto faço todo esse "processo", leio a seguinte oração:

"São Belquior, Gaspar e Baltazar,
Assim como vocês levaram para o Menino Jesus ouro, incenso e mirra, traga para mim em 2008 ....(AÍ FAZ OS PEDIDOS)!
Assim como a semente de romã reproduz, dai-me dinheiro Jesus."

Graças a Deus já consegui a minha romã. Comprei com facilidade num mercadinho perto de casa. Mas confesso que já vivi poucas e boas por causa desse fruto "sagrado" no meu 6 de janeiro.

Já "roubei" de um quintal vizinho (em um sítio onde passava férias), já saí tarde da noite para rodar supermercado e tentar encontrar (quem mandou esquecer???), já pedi aos outros...mas nunca deixei de seguir a tradição.

Uma das situações mais engraçadas aconteceu em Salvador, há dois anos. Minha irmã, minha mãe e minha tia passavam as férias aqui em casa. Acabamos nos lembrando, quase no fim do dia, de que era dia de comer romã. Passamos em supermercados, mas não encontramos. Já estava tensa, quando minha tia Maura falou:

- Eu vi um pé de romã numa casa perto da sua rua..... É uma rua que desce, que dá direto na orla. Eu tenho certeza!

Era nossa única alternativa, e lá fomos nós tentar encontrar a tal rua.
- É aquela ali gente! - disse minha tia - Vamos lá!

Já era noite, e Marcones parou o carro! Fomos nós duas, eu e minha tia!
Quando estávamos nos aproximando da tal casa, minha tia falou:
- Olha lá, Camila! É o pé de romã! Eu não falei??? Vamos bater na casa e ver com a dona se ela dá uma pra gente!!!

Olhei bem, meio desconfiada, e falei:
- Tia, isso não é um pé de romã!! São bolas de natal vermelhas na árvore!!!!(((nisso ela já havia batido na casa)))
- Claro que é Camila, você não está vendo? (((estava meio escuro))) - disse ela
- Não é tia, são bolas de natal!!!! - disse eu (((certa de minha visão, mas ainda com esperança de que fossem romãs)))
Mas ela insistia em dizer que eram romãs!

Foi então que a dona da casa apareceu. Minha tia logo falou:
- Oi senhora, tá boa??? É que a gente estava precisando demais de uma romã e passando por aqui a gente viu que você tem um pé na casa. Dá para conseguir uma só pra gente???
(((Risos da dona da casa))) - Isso aí na frente???? Não, minha senhora, são bolas de natal...

Ao que ela disse, seguiu então uma sessão de risos, e uma mistura de fim da esperança e de medo do que seria de nossas vidas sem comer romãs no dia 06 de janeiro.

Mas não é que a dona da casa tinha a metade de uma romã guardada na geladeira e perguntou timidamente se a gente aceitava???? Ela havia usado a outra metade para fazer um chá para garganta. Desesperadas que estávamos, claro que aceitamos felizes da vida! Levamos para casa, seguimos a tradição e, se não ficamos ricas, pelo menos não ficamos sem dinheiro!

Ainda bem que neste ano não precisei passar por uma dessas! Garanti a minha um dia antes para não ter problemas.

11 comentários:

chrises disse...

Oi Camila,
Meu marido viu seu comentário no meu post e me mandou de volta aqui, rindo. Isto porque, eu ainda não contei esta parte, também sou mineira morando fora - mais precisamente em Sampa - e ele é paulista, e desde que me conhece, conhece a saga de buscar a romã do dia de Reis. Por sorte minha sogra tem um pé de romã plantado na casa dela e facilita MUITO a minha vida.

Obrigada pela visita e pelas palavras carinhosas - acho que temos muito em comum, como belorizontinas, atleticanas, gourmandes e longe de casa!

Beijos

Chris!

Laurinha disse...

Yb já comi minha romã hoje!
Beijinhos,

Bel disse...

Eita, pois eu até me esqueci que era dia de reis... e nunca tive essa tradição de comer romã. Se comer no dia 7 adianta??? kkkkkkkkk


Já tô em casa... os planos foram um poquinho alterados por conta da data de Line voltar pra Recife. É que se ela viesse pra casa comigo, ficaríamos mais dias em Salvador. É a vida...

Beijinho!

Marizé disse...

Não conhecia esta tradição da romã.

Gostei muito de lêr as histórias, e de vêr as fotos, estão lindas.

Beijocas

Eliana Scaramal disse...

Sabe que não tenho dessas tradições ou supertições, mas eu gostei do risoto de morangos e gostaria muito da receita! :)

Lílian disse...

Ótima história, Camila! Deu para "ouvir" o sotaque mineiro da sua tia ("precisando demais...") hehehe

laila disse...

humm esse jantarzinho e a praia! maravilha!
bjos

Nani do Paulo disse...

Oi amiga, que pena, não nos vimos, mas da próxima quem sabe!
Praia eu não gosto, mas esse jantarzinho, hummm...
Beijos e ótimo 2008!

Camila Marinho disse...

Chris, os mineiros e suas manias...rsrsrs. É realmente temos muito em comum. Adorei conhecer você, mesmo que ainda virtualmente. Bjos

Laurinha, quer dizer que também tem tradições??? Que legal!!!

Oi Bel, quando não se conhece (ou se esquece), acho que vale a intenção. Não custa tentar. Quanto ao encontro, fica para uma próxima vez. Bjos

Oi Marizé, pois é... Por aqui a tradição é grande. Obrigada e bjos

Eliana, segundo o chef que cozinhou, ele fez o risoto da forma tradicional. Porém, na última água ele acrescentou morangos (a quantidade que quiser) "batidos" no processador. Eu achei maravilhoso. Sabor/aroma nota 10!

Lílian, e foi com esse sotaque mesmo que tudo aconteceu... rsrsrs. Bjos

Laila, realmente maravilhoso. Pena que não sobrou nada para eu lhe oferecer..rsrsrs. Bjos

Nani, foi uma pena mesmo!!! Mas da próxima vez a gente se encontra...Fim de ano é mesmo muito complicado. Bjos

Oito Baby disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Camila, a saga dos romãs foi uma das coisas mais engraçadas que li nos ultimos tempos. Hilariante.

Quanto ao risoto de morango, além de colocar morangos processados na ultima água, eu tb ponho uma quantidade de morangos picados.

Um abraço, Marcelo Thomaz