O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

14 de janeiro de 2008

Um pouquinho de várias coisas....

Desde quinta-feira sem escrever e muitas coisas boas para contar...

Uma delas é essa aí ao lado. Uma boa entrevista com o mestre Paulinho da Viola. Cantor, compositor e sambista de primeira, ele veio a Salvador para um show acústico no Teatro Castro Alves. Há mais de 8 anos ele não vinha à capital baiana. Na foto estão: Joselito (cinegrafista), o mestre do samba, eu e Rildo (auxiliar).

Uma observação: simpático, educado e nem um pouco estrela. Esse é Paulinho da Viola, que apesar de sambista é um pouco tímido (acredite se quiser). Claro que fui ao show, onde relembrou grandes sucessos e ainda cantou algumas músicas inéditas.

******

Neste sábado que passou (12), estive em alto-mar acompanhando o retorno de um golfinho ao seu habitat natural. O mamífero encalhou na sexta-feira, em uma rede de pesca numa praia do subúrbio de Salvador, e teve que ser resgatado por pescadores e biólogos do Instituto Mamíferos Aquáticos. Ele passou a noite numa piscina natural, fez exames de sangue, e no sábado de manhã foi devolvido ao mar.

A operação foi "delicada". Pescadores tiveram que ajudar a levar o animal até o pequeno barco. E neste mesmo pequeno barco estavam três pescadores, 4 biólogos e veterinários, 4 jornalistas, além do golfinho, que pesava "míseros" 350 kg. Sim, todo mundo se espremendo, se esbarrando e o pior, sem colete! Ossos do ofício.

Aí ao lado, um pouco da beleza da região onde o golfinho foi devolvido ao mar... Praia de Itapuã, em Salvador, onde fica o farol de Itapuã...

Foi nessas bandas que, um dia, os mestres Vinícius de Moraes e Toquinho cantaram:


"Um velho calção de banho
O dia pra vadiar
Um mar que não tem tamanho
E um arco-íris no ar
Depois na praça Caymmi
Sentir preguiça no corpo
E numa esteira de vime
Beber uma água de coco

É bom
Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã

Enquanto o mar inaugura
Um verde novinho em folha
Argumentar com doçura
Com uma cachaça de rolha
E com o olhar esquecido
No encontro de céu e mar
Bem devagar ir sentindo
A terra toda a rodar

É bom
Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã

Depois sentir o arrepio
Do vento que a noite traz
E o diz-que-diz-que macio
Que brota dos coqueirais
E nos espaços serenos
Sem ontem nem amanhã
Dormir nos braços morenos
Da lua de Itapuã

É bom
Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã"

******

É claro que, para finalizar esse post, eu falo em comida. Por sinal, excelente comida. Ultimamente, os eventos gastronômicos me perseguem (ou será o contrário?? hohoho)... Bom, o fato é que sexta-feira à noite, depois do show de Paulinho da Viola, lá estava eu em mais uma farra gastronômica. Desta vez, com um chef especialíssimo, vindo de Minas Gerais e com experiências e estudos fora do Brasil, Américo Piacenza! Chef mesmo!!!! O menu foi chiquetésimo!!!

De entrada, uma salada com folhas de alface envoltas em peito de peru. Na base do prato, redução de aceto balsâmico e karo. E por cima da salada, o melhor de tudo: Uma bola de sorvete de mostarda dijon. Um espetáculo. Eu nunca havia provado sorvete salgado, e confesso que achei estranho quando vi. Mas apenas quando vi. Porque, quando provei, eu fui ao céu e por lá fiquei! É difícil descrever o sabor!
Simplesmente perfeito! Veja foto abaixo.



Depois, o prato principal: Lasanha individual de camarões e uma mistura de cogumelos. O molho foi feito a base de creme de leite fresco e cabeças de camarão, que foram fervidas apenas para dar um tom rosa e um leve sabor do camarão. Além de temperos, claro. Depois, bastou coar.

Um detalhe que não pode passar batido: as folhas de lazanha individuais foram feitas pelo pai do chef, um italiano especialista em massas artesanais. Inclusive, a família dele tem uma loja em Bh onde são vendidos diversos tipos de massas caseiras.



E para finalizar, uma sobremesa especial. Abacaxi selado na chapa com uma bola de sorvete de coco verde por cima e calda de laranja e cardamomo. Uma coisa de louco. Eu fiquei apaixonada. Claro que vou tentar fazer em casa depois!!!



******

AJUDA

E antes que eu me esqueça, preciso saber se alguém tem receita de bolo de bem-casado. Bolo mesmo! Me falaram que agora em São Paulo virou febre e estou precisando dessa receita.

10 comentários:

Nani do Paulo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nani do Paulo disse...

Amiga que chiq você hein?! Ao lado dessa fera do samba.
Eu vi essa reportagem do golfinho na tv.
E esse sorvete ai? Pra mim também é novidade, gostaria de provar. Os outros pratos também parecem bom.
E quanto ao bolo nunca fiz mas aqui na Palmirinha tem: http://www.tvgazeta.com.br/tvculinaria/site/culinaria_receita.php?tabela=&id=717
Beijos e ótima semana!

laila disse...

que maravilha os passeios tds! um belo fim de semana né?

olha qto ao bolo de bem casado, eu como sepre q vou pra sp, tem uma padaria maravilhosa q faz, mas nada mais é q um pão de ló fino passa doce de leite outro pao de ló fino, rega com uma calda e põe fondant!

espero q tenha ajudado! bjos

Silvia Arruda disse...

Eu nunca ouvi falar de bolo de bem casado. Agora fiquei curiosa. Vou ver o link que a Nani sugeriu!

chrises disse...

Camila,

Que máximo esse jantar! Que máximo o seu fim de semana aliás! Tudo de bom!

Beijos

Chris

Laurinha disse...

Menina, que coisa dos deuses este jantar!!!
Lindas fotos! Vc é demais!

Ah, qto ao bolo, é o que a Laila traduziu exatamente!!!

Beijinhos!

Anônimo disse...

Vc é demais,escreve com uma inspiração dos mais fantásticos escritores. Parabens!!!
Te amo muito...
Marcones

Allan Robert P. J. disse...

Vou ficar devendo a receita. Nem imagino o que possa ser.

Mas, em compensação, vou usar as tuas.
:)

Camila Marinho disse...

Nani, esse sorvete é um sabor excêntrico, surreal. Qto à dica, obrigada. Bjos

Lailinha, obrigada pela dica também.

Sílvia, eu nunca provei. Mas me falaram que é divino e por isso quero provar!

Chris, realmente foi tudo de bom. Bjocas

Laurinha, obrigada tambem. Bjos

Meu amor, você é minha inspiração. Também te amo muito. Bjos

Allan, esse jantar foi realmente dos Deuses. Além de gostoso, tem um visual de causar delírio.

Carla disse...

Olá Camila,

mas que fim de semana espectacular!! A reportagem com o golfinho (um animal lindíssimo) e ainda esse jantar maravilhoso, dá água na boca!
Dizem que aqui em Portugal há uma gelataria que serve gelados salgados, até de sardinha assada!! Que esquisito!

bjs e continuação de boa semana