O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

27 de fevereiro de 2009

Livre, livre, livre...

É como eu me sinto quando libero a babá para ir embora para casa.
Ela foi hoje e volta segunda-feira.
Quem recebe a carta de alforria sou eu...

Ô liberdade boa....
Pra coroar esse momento, só ouvindo bem alto Beautiful Day!

5 comentários:

Márcia Gomes disse...

achei o maximo este post.
mesmo sem ter baba, imagino o que vc sente quando ela vai embora..hehehehe.
coisas de mãe ne?????
beijinhos e bom final de semana daqui de Portugal

Dany disse...

Oi Camila!
Às vezes me sinto aliviada mas também às vezes me faz falta...
é um "mal" necessário!
Quanto à amamentação já deixei desde os sete meses...na verdade, ela deixou...mas foi tranquilo, veja:
http://lulubochecha.blogspot.com/search/label/desmame
beijão

Priscila Sant'Anna disse...

Ah que delicia né, amiga?
Tu sabe que eu já tô com aperto no coração sabendo que amanhã é domingo e o feriadão de uma semana acabou, e o tempo em que fiquei babando e cuidando da Bia acabou tbém!
Achei interessante a matéria que fizeste sobre a Cláudia Leitte. Sabe, sempre tive minhas reservas com ela (ainda tenho sabe), mas interessante saber que a informação mostrada é real, pq afinal, foste testemunha de tudo e fizeste a matéria.
Que bom que ela tá realmente amamentando mesmo. Uma pessoa pública como ela é, sempre incentiva outras mulheres a fazerem o mesmo.
MAs cá entre nós Camila, se eu tivesse a grana que ela tem, não ia pro carnaval nem a pau, muito menos com meu filho com um mês de vida. Fiquei pensando em ti, que estavas lá, pensando no Sam o tempo todo...e ela que não precisava estar...entende?
Mas nesse mundo artítico, tudo pela fama né?
Beijão amiga, e bom domingão para vcs!
Pri e Bia

Leikson e Nanda disse...

Ah que bom que se lembrou de mim! Pois é, estou esperando minha filhinha chegar pra saber o que realmente é ser mãe (todo mundo fala isso).
Eu vou ter aqui em Salvador no mesmo hospital que você teve o Samuel, se Deus quiser.
Estou um pouco insegura e contando com a ajuda de Deus, pois não vou ter minha mãe comigo (ela mora nos EUA) e minha sogra pelo visto não tá muito afim de trabalho, pelo menos não comentou nada sobre ficar comigo. Mas eu sei que Deus colocou em cada mulher o dom de ser mãe e me apego a isso.
Enquanto espero, vou me informando e curtindo a gravidez.
Bom vou ficando por aqui, antes que o comentário vire uma carta. Que Deus continue te abençoando e dando sabedoria pra cuidar do Samuel. Beijos mineiros.

Giovana disse...

hehe... também me sinto assim!
Livreeeeeee...


Beijokas!