O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

22 de dezembro de 2009

Preciso desabafar

Eu não aguento mais a mulher da Vivo me ligando. Desde quinta-feira a criatura me liga!!! Eu já nem atendo mais. Dou logo um "end" pra (tentar) acabar com os meus problemas! E nem assim ela desiste.

Mas acho que desta vez tenho uma parcela de culpa. Fui educada demais e "dei asas à cobra"! Tudo começou na quinta passada, quando a fulaninha ligou para oferecer um pacote de minutos por apenas 19,90 mensais. Expliquei que não estava interessada. Mas ela insistiu. Disse que era vantagem pra mim, por isso, isso e aquilo outro. Ouvi pacientemente e repeti um "não, obrigada"! Só que a mulher continuou insistindo... E mais uma vez eu disse: "não, obrigada". MAS ELA NÃO PAROU!!! Queria porque queria me convencer de que seria um bom negócio.

Gente, eu quase surtei, quase tive um ataque epiléptico! Mas eu juro que fui educada. Educada até demais, acredito. Porque a (maldita) mulher não parou!!! Ela só faltou pedir pelo amor de Deus! Fiquei até com pena. Ela parecia desesperada. Talvez o chefe estivesse ao lado ouvindo a conversa e avaliando o desempenho dela enquanto operadora de telemarketing. Coitadinha...

Sinceridade??? Detesto esse sistema de telemarketing. Meu ódio não é nem tanto com os operadores, afinal de contas eles fazem isso porque são orientados a agir assim.

Sei disso porque, acredite, já fui operadora de telemarketing. Foi aos 18 anos, meu primeiro estágio na vida. Só que no meu caso eu fazia pouquíssimas ligações. Como era atendente do serviço 0800, recebia chamadas. Era o dia inteiro dizendo:

- Bom dia, Sistema Fiemg, Camila!
- Pois não senhora?
- Pois não senhor?
- ok Senhor!
- Um instante senhora...

Era o que eu mais falava. Mas era uma boa atendente. Não deixava ninguém esperando muito. A não ser uma única vez em que dormi durante uma chamada. Hoje eu dou risada. Mas no dia não sabia o que fazer. Era uma fase em que eu andava muito cansada. Fazia academia de manhã cedo (quase de madrugada), ia para o estágio numa rádio de manhã, à tarde para o estágio na Fiemg, e à noite ainda fazia faculdade. Dureza!!! E foi então que, enquanto o cliente falava, meus olhos foram fechando, fechando... E APAGUEI! Não sei por quanto tempo. Deve ter sido rápido, porque o cliente não desligou a chamada.

Acordei com o cliente dizendo: - alô, alô????
Rapidamente falei: pois não senhor???
E ele: o telefone ficou mudo! O que houve?
Desconversei dizendo que era um problema. E prossegui com a ligação!

Enfim, coisas de atendente!!! Quem é que nunca passou alguns minutos ouvindo aquela musiquinha irritante?? Ou então recebeu uma ligação de alguém insistindo para você comprar algum produto??? Pois é... agora preciso pensar numa maneira de cortar de vez a mulher da Vivo. Acho que vou ser grossa. Assim ela me entende e não liga mais!

******

Bom, pra relaxar, coisas do Bebeco.

Eu já tinha tido a oportunidade de presenciar a soltura de tartaruguinhas do Projeto Tamar no mar, durante uma reportagem há alguns anos atrás. Outro dia foi Samuel quem presenciou. Estávamos na casa de uns amigos quando um conhecido deles, que trabalha no Tamar, trouxe tartaruguinhas para soltar. Fez todo o procedimento, explicou tudo direitinho, como deveríamos agir e tal. E assim foi! Seguem as fotos...

Abaixo os filhotinhos ainda na caixa de isopor.



Aqui a turma chegando na praia (até parece uma cena de "Lost"...hehehe)



Nesta outra foto, Samuel e as tartaruguinhas. Ele chegou a segurar uma, mas queria esmagar a coitada. O pai então pegou de volta e ensinou o que fazer...


As tartarugas seguindo o caminho natural...



Sabia que de cada mil tartarugas nascidas apenas uma sobrevive até a idade adulta?? Se não fosse assim o mundo seria de tartarugas!!! Já pensou???

3 comentários:

Anônimo disse...

A carinha de Samuel é de pura vontade de apertar as tartarugas. Os olhinos dele estavam brilhando. A gente fica a pensar o que passou na cabeça dele ao ver estas tartarugas. Talvez pensou que eram brinquedos. Mas como é bom ele vivenciar estes belos momentos. Parabéns pela boa educação.Contagem regressiva. Amo muito vocês. Vovó Valéria

Renata disse...

sobre o telemarketing: acredita que o atendente da Oi me chamou de burra? hahaha..eu admito, velox/programas de computador, são difíceis de entender, mas xingar é demais! denunciei e a Oi me ligou informando que o cidadão foi afastado.
Sobre Bebeco e as tartarugas - amei as fotos, amei a idéia. levarei Pipi para uma desova também! Meu marido trabalha em PF e tem acesso. vou acioná-lo para Pietra presenciar este momento lindo também. Sabia que uma tartaruga monitorada em PF, foi encontrada na China mês passado? eitaaa....beijos natalinos

Geovana disse...

Sinos de Belém

Bate o sino pequenino
Sino de Belém
Já nasceu Deus-Menino
Para o nosso bem

Paz na Terra, pede o sino
Alegre a cantar
Abençoe Deus -Menino
Este nosso lar

Hoje a noite é bela
Vamos à capela
Sob a luz da vela
Felizes a rezar

Ao soar o sino
Sino pequenino
Vai o Deus-Menino
Nos abençoar

Bate o sino pequenino
Sino de Belém
Já nasceu Deus-Menino
Para o nosso bem

Paz na Terra, pede o sino
Alegre a cantar
Abençoe Deus-Menino
Este nosso lar.


Beijinhos e um excelente Feliz Natal