O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

2 de agosto de 2010

Como é triste a despedida!

No início foi difícil, muito difícil...
Afinal, era uma pessoa estranha dentro de casa. Eu não sabia se poderia confiar, se era de boa índole e, principalmente, se cuidaria bem do meu filho. Sem contar que seria o dia inteiro, dividindo minha privacidade e minha vida, com uma pessoa que eu sequer conhecia direito.

Confesso que, bem no início, eu via defeito em tudo. Mas não falava para ela. Comentava com minha mãe, meu marido, meus amigos. Até que minha mãe, na sua eterna sabedoria,  falou:
- Camila, você não vai encontrar ninguém perfeito. Mas se ela cuidar bem do seu filho... isso é o que importa!

Ela tinha razão.  A partir daí comecei a "ver com outros olhos" realmente. A casa não ficava perfeita, mas com Samuel ela era muito amorosa e cuidadosa. E por incrível que pareça, ela conhecia e entendia muito bem todos os jeitos e vontades do meu Bebeco. Se eu chamasse a atenção dele por algo errado, era para ela (na ausência do pai) que ele corria. Se queria comer alguma coisa e sabia que eu não daria, era para ela que ele pedia.

Eu também passei a tê-la como uma "conselheira" das coisas de Samuel.
- Será que dou leite a ele antes de dormir?  - eu perguntava
- Dá não... ele comeu muito no jantar - ela respondia.

Ela acompanhou tudo, dos 5 meses e meio até agora, aos quase dois anos. Por isso sabia tanto dele. E logo no início, vivia se perguntando:
- Como será que ele vai me chamar quando começar a falar? Fá, Fafá, Faby????

Para surpresa dela (e nossa também), ele falou "Ane". Mesmo sendo FabiANA o nome dela. E assim ficou. Era desse jeito que ele a chamava nos últimos 6 meses. Na última sexta-feira, pela primeira vez, falou Fabiana. Foi brincando de esconde-esconde com ela dentro de casa. Eu falei assim:
- Samuel, procura a Fabiana. Fabiaaaaaaana, Fabiaaaaana...
E então ele chamou:
- Fabiaaaane, Fabiaaaane...

Ela se assustou e falou:
- Ah não, meu nome é "Ane"!

Pois é...Mas sábado foi o último dia de Ane aqui. Ela pediu para sair porque iria voltar para a terra dela, Vitória da Conquista. Por causa disso, passei as duas últimas semanas (desde que ela me avisou), angustiada. No sábado, dia de acertar as contas com ela, trabalhei o dia inteiro. Com medo da despedida, pedi para o marido acertar as contas. Mas ele disse que não. Eu é que deveria fazer isso.

Então, quando cheguei, acertei tudo. Na hora de sair, ela segurou Samuel e deu um beijo nele. Mas imediatamente devolveu Samuel a Marcones. Não aguentou e começou a chorar. E eu, como sou "manteiga derretida", fui no embalo. Peguei Samuel e dei um abraço nela. Só consegui dizer obrigada! As lágrimas impediram qualquer outra palavra. Ela saiu chorando. E eu fiquei chorando. Com Samuel no colo, me olhando assustado e dizendo:
- Dicupa mamãe.

Tadinho... ainda não era capaz de entender uma despedida. Expliquei que ele não havia feito nada, e que mamãe estava chorando por outro motivo.

Passei o fim de semana angustiada com isso. Pensando em como alguém, que não é nem da família, nem um amigo de verdade, pode mexer tanto assim com a gente. Entrar na nossa vida, fazer a diferença e depois ir embora. Como explicar a uma criança que ela provavelmente NUNCA mais vai ver alguém que ele tanto gosta??? Difícil né?

Agora tento me acostumar à vida sem Ane. E partir do zero com DaiANE, a nova babá. Espero que Samuel também se acostume. E que também seja tão amado por ela quanto foi por Ane.
Só uma observação: Ane para ele é única. Ele já chamou Daiane de Daiane mesmo!

Para não deixar esse post triste demais, vídeozinho de Samuel. Ok, ele também chora no vídeo. Mas é mostrando sua veia artística...Veja!
video

5 comentários:

Tuza disse...

Ai que meu coração agora ficou em pedaços.
Entendo perfeitamente o que vc sentiu, aconteceu isso com a babá da minha primeira filha, mas ela ficou conosco 6 anos.
Até hj vem visitar a Giulia.
Já a babá da minha caçula, está conosco desde que engravidei, ela esperou a Pietra junto com a gente.
Espero não me despedir dela tão cedo, pois é o que vc falou, cuidando bem dos nossos filhos, é o que importa, né?
Desejo que a Daiane seja muito cuidadosa com seu pequeno.
Bjos Camila!

Suzana disse...

Boa sorte com a nova baba e que ela possa da o mesmo carinho que a Ane dava ao Samuel! Agora que coisa mais linda e gostosa esse video!!! Super esperto!! Fazendo altas caras!! fofo demais!!!!
Um beijo pra vcs

Sheila disse...

Imagino o que sentiu, tb tenho uma babá ótima e chego a me arrepiar só de pensar dela ir embora!
Por fim tenho uma irmã que mora em Conquista e está precisando de alguém, a sua já tem algo em vista?bj

Anônimo disse...

Não é uma missão nada fácil. Fabiana realmente foi ótimacom Samuel. Nas vezes que vocês vieram para BH ela ligava quase todos os dias para ter notícias de Samuel. A gente percebe o quanto ela gosta de Samuel. Mas bola para frente. Tenho certeza e fé em Deus que a nova Daiane vai dar conta do recado e acima de tudo com muito amor. Deus está sempre abençoando vocês. Ano muito vocês. Vovó Valéria

Mamãe Nathi disse...

Oi Camila!
Nossa! Me emocionei...
Achei lindo d+ o carinho da 'Ane' com o Samuel.
A gente se apega, não tem jeito...

Espero que a Daiane seja tão especial quanto foi a 'Ane'!!!

Beijos***