O bom da vida é sair por aí...Descobrir o mundo, descobrir as pessoas e as coisas...Sentir, olhar, experimentar... viver o que é bom e saber diferenciar...ampliar os horizontes sem ter medo de ousar!!!!

Por Camila Marinho

8 de setembro de 2007

Em nome dos velhos tempos

Minha vida é marcada por coincidências. Ótimas coincidências por sinal, como encontrar velhos conhecidos no meio da rua!!!
Tem coisa melhor?????

Quando estive em BH, em julho, encontrei uma grande amiga, Patrícia Costa, dentro de uma loja de roupas!!!! Não nos víamos há 2 anos e meio, mas nos abraçamos fortemente e começamos a colocar a conversa em dia ali dentro mesmo. No meio de tanto modelito, lá estávamos nós a fuxicar! Ao sair dali, ainda fomos em outras lojas (coisas de mulher) e depois fomos sentar em um lugar calmo para conversar! Foi assunto que não acabava mais.

Nesse mesmo dia, pouco depois de me despedir dessa amiga, encontrei outra velha conhecida dentro do shopping!!! E essa ainda tinha mais tempo que eu não via ou tinha notícia, uns 4 ou 5 anos!!!!

Mais coincidências na minha vida? Encontrar uma conhecida de faculdade (que estudou em BH comigo) em plena pipoca do carnaval de Salvador!
Outra? Uma amiga (também de Minas, mas que passava férias na Bahia) me descobrir em Salvador depois de me ver na TV no meu primeiro dia de trabalho aqui!!!

Demais, não é mesmo?

Esta semana eu tive mais duas felizes coincidências! Encontrei uma amiga de faculdade do meu irmão quando fui fazer uma reportagem. Ela é assessora de imprensa de um Instituto Mineiro e estava em Salvador a trabalho! Foi com ela que eu tive que acertar a matéria!!!

Mas a mais feliz coincidência foi encontrar o Léo (Leozinho), que trabalhou comigo na Globo Minas, e estava em Salvador de férias!
Ele havia se esquecido que eu estava morando aqui (a última vez que nos falamos eu morava em Maceió). E o melhor de tudo isso foi como nos encontramos!!!

Eu tinha acabado de chegar no Shopping Barra para gravar uma matéria. A única vaga de estacionamento visível era em frente a um Quiosque de Acarajé. Quando olhei bem para o quiosque, lá estava uma pessoa muito "familiar" devorando um acarajé! Não tive dúvida alguma de que era o Léo! Corri e fui logo falar com ele!!
Que beleza!!! Tanto tempo sem se ver e muito assunto para ser colocado em dia!!!

Combinamos de nos encontrar um dia depois, o que realmente aconteceu! E foi ótimo.
Primeiro fomos ao famoso "Acarajé da Cira". Entre uma mordida e outra, um gole e outro, muitas risadas, desabafos e histórias!!!! Como foi bom reencontrar o Léo!

Tirando as interrupções no nosso bate-papo, só restou alegria.
As interrupções???? O vendedor de castanha, o vendedor de CD, o vendedor de DVD (esse mais de uma vez!), a mulher que queria vender o CD produzido pelo marido (e até sugeriu uma "palhinha"), o pedinte de esmola (2 vezes também), e tantos outros que já nem me lembro mais!

Depois, Marcones encontrou conosco e saímos do 'Acarajé da Cira' em busca de algum bar bom para turista ver! Pensamos em vários, mas paramos num lugar que amei! Um lugar fantástico na Ladeira da Barra, com vista para a Baía de Todos os Santos!

Ôbá é nome do bar que possui uma sacada em formato de barco. Adorei o lugar, adorei a noite, adorei ter relembrado os velhos tempos ao lado do Léo! Olha ele aí na foto!

5 comentários:

Cristiano disse...

Amiga minha! Quem é? Bjos.

Brenda disse...

Depois de um tempinho sem visitar seu blogg, por conta de muito trabalho (Graças a Deus!) pude dar uma paradinha para ler, pois acho tudo sempre muito interessante!!!Então... (que coincidência!) Quem estava sendo citada por aqui? EUZINHA
Eeeee !!!ADOREI!! Beijos

Camila Marinho disse...

Viu só!!!! Impossível não se lembrar disso!!! Foi coincidência demais!!!
A propósito, quando vem a Salvador? Não se esqueça do convite!!! Bjos

Brenda disse...

Em breve se Deus quiser e as coincidências ajudarem!!!hehehe beijos amiga!!

Brenda disse...

Já reparou como é bom poder chamar alguém de amiga mesmo não se falando com frequência e nem mesmo se vendo quase nunca? Foi como quando nos encontramos coicidentemente aí em Salvador, não nos víamos a anos e parecia outro dia!!!!beijos